Translate

sábado, 17 de fevereiro de 2018

SUPERAÇÃO #21: ESPERE DIFICULDADES MAS NÃO DEIXE DE TENTAR

Não espere que as coisas sejam fáceis para você. As vezes comparamos nosso desempenho e as dificuldades que nos surgem pelo caminho, com outros que estão na mesma busca nossa mas, aparentemente, recebem da vida como que um "salvo-conduto" para chegar onde querem enquanto obstáculos monstruosos se contrapõem entre nós e nossos objetivos. Nesta comparação costumamos esquecer que nem tudo é o que parece ser.
Dificuldades ou facilidades, é sempre um ponto de vista. Ninguém se desenvolve só com facilidades. Também, a vida não é um eterno ninho de espinhos. Se encontramos diversas dificuldades no caminho que queremos e desejamos percorrer, ou estamos errados (isto requer uma autoavaliação criteriosa) ou, se tivermos certeza que é realmente nosso caminho, cada dificuldade que se nos impõe a vida é uma etapa a ser concluída para concretizarmos o que tanto buscamos.
Parece lógico, e é, mas é difícil de nossos sentimentos entenderem tal fato quando olhamos ao nosso lado outros logrando tão facilmente o que para nós, é tão difícil ou até parece impossível.
O que não se pode fazer é desistir, nesta situação. Há pessoas que, ao percorrerem um caminho mais difícil, logo desistem e tentam outro mais fácil. Outras até mudam seus objetivos, para alguns mais simples. Não irei dizer que isto será errado ou certo, mas sim que esta decisão estará diretamente ligada à profundidade com a qual você viverá a vida. 
Podemos viver a vida superficialmente, esperando que ela nos dê de bandeja o que possa nos sustentar, e suportar os piores momentos quando ela não o fizer, sem fazer nada para melhorar nossa situação. É uma possibilidade, que não é muito diferente de vegetar em vida. Um vegetal age da mesma forma, talvez até melhor.
sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

SUPERAÇÃO #20: EQUILÍBRIO VEM DE DENTRO

Não adianta em nada seu mundo exterior estar indo conforme seus planos, se dentro de você há conflitos que não lhe deixam sequer dormir em paz. De nada adianta seguir brigando e encontrando moinhos de vento como inimigos (como Dom Quixote), sendo que seu verdadeiro inimigo foi criado por você mesmo(a), dentro de você. O equilíbrio exterior vem do equilíbrio interior. Há pessoas que mudam de bairro, cidade, estado, país, acreditando que irá encontrar a paz, e ao conhecer novas pessoas, novos lugares, encontram os mesmos problemas de antes... isto porque não perceberam que elas carregaram os problemas dentro de si... estão apenas projetando seus conflitos internos.
A superação de seus problemas só ocorrerá quando estiver em paz consigo mesmo(a), e para isto acontecer, deverá não apenas aceitar as coisas da vida que não pode mudar, mas também (e principalmente) estar certo(a) de que fez tudo que podia e estava ao seu alcance para alcançar as coisas que deseja, da maneira que sabe que era certa.
Não imagine que há um grande ser olhando tudo o que você faz, e que irá te punir pelas coisas erradas que fez nesse caminho de busca pela felicidade que a vida é. Não, não é exatamente assim... somos nós mesmos que nos punimos porque todos, sem exceção, sabemos e sentimos (principalmente sentimos) o que é certo nesta busca, e o que é errado. Acontece que por vezes "tentamos"esconder de nós mesmos nossos atos mais sujos neste caminho, causando um desequilíbrio interno que, por negarmos sua existência, cresce e cresce dentro de nós, transformando-se numa tensão que acabamos por projetar em pessoas e situações exteriores, que nada tem a ver com a causa do problema.
quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

SUPERAÇÃO #19: SEJA COMO O SOL AO MEIO DIA!

Pessoas que iluminam e transmitem boas energias por onde passam, também atraem pessoas e situações positivas. A sombra se afasta da luz, sempre. Ao entrar no processo de superação em sua vida, suba, foque o ponto onde quer chegar e não tenha dúvidas de que chegará lá!
Seja marcante por onde passe, com quem fale, com o que faça! O sol ilumina a todos igualmente, não se esqueça! Leve boas energias por onde passar, alegre os ambientes, mostre que você está e é confiante de que o dia de amanhã será muito melhor que o de hoje, basta estar confiante disto e agir certo de que irá acontecer.
O mundo já tem gente pessimista demais. Já há muita gente projetando suas frustrações nos outros. Contribua para virar esse jogo! Projete sonhos, esperanças, luz, calor humano, elogios! As vezes não é de uma crítica construtiva que a pessoa precisa. Na maioria das vezes, precisamos é de pequenas ações de incentivo para dar-nos ânimo para levantar e seguir.
Seja aquela pessoa especial que alguém já foi algum dia na sua vida. Distribua cor, alegria, visão, a quem não está conseguindo enxergar agora! Entre na freqüência do bem, aquela onde a negatividade e as más intenções não conseguem fluir nem atingir.
quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

SUPERAÇÃO #18: MATURIDADE

Você só superará seus maiores problemas e desafios quando assumir sua responsabilidade sobre seu destino. Crianças culpam os outros, culpam qualquer coisa à sua volta, quando não conseguem algo. Adultos aceitam suas limitações e os obstáculos que a vida impõe a todos (a uns mais, a outros menos), mas mesmo assim não deixam de lutar pelo que querem. 
Gastar energia lamentando-se não te levará aonde quer ir. Perder tempo chorando à beira do rio não te levará para a margem oposta. Ficar apontando culpados para seus problemas não irá resolvê-los. Ter maturidade é levantar cada vez que cair e continuar andando. Tentar não cair novamente faz parte do processo, mas não é o essencial. O principal é sempre levantar, e continuar.
Nosso desenvolvimento, crescimento pessoal e espiritual, é feito de pequenos choques, feridas, machucados... pequenos (e as vezes grandes) bloqueios à nossa vontade. É a maneira de a vida nos testar, testar nossa capacidade de entender nossas limitações e encontrar meios de vencê-las, mesmo assim. Não é uma guerra contra a vida. É a própria vida em ação.
Entender isso, que não é uma guerra em que a vida ganha e você perde, será um grande passo para sua maturidade. O desafio é contra nossos próprios vícios: a tendência a mentir a si mesmo e aos outros, de desistir, de não acreditar que é possível e se acomodar, de culpar a todos e ao mundo por não termos fácil perto de nós o que tanto queremos. Esse é o típico comportamento de uma criança.
terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

SUPERAÇÃO #17: FILTRE O QUE VEM DE FORA!

Nem tudo o que vem das pessoas é para seu bem, ou necessariamente irá lhe fazer bem. Somos capazes de filtrar o que aceitamos, mesmo de críticas, e o que não queremos. E não querer receber algo (seja crítica ou elogio indevido) significa também não contestar, tampouco se importar em justificar.
Não perca seu tempo se irritando com pessoas que te criticam ou te analisam. Não gaste sua energia se explicando para quem não faz nenhuma diferença no seu processo de evolução pessoal. Muita gente irá lhe criticar ou analisar suas ações e seus pensamentos, não porque se preocupam ou se interessam por você, mas simplesmente porque querem projetar suas frustrações pessoais em algum alvo (e assim deixam de lado por um tempo a obrigação de analisarem a si mesmas).
Devemos ser como uma placenta: deixar entrar o que é bom e saudável para nosso crescimento, e impedir que entre o que nos faça mal.
Qualquer estímulo externo é filtrável. Ficar em frente à televisão assistindo a desastres e a notícias ruins o dia todo não tornará seu dia melhor. Escolher melhor o que quer ver do mundo, qual o lado da moeda da vida você prefere ver, não significa se alienar, se você sabe o que tem dos dois lados, mas prefere um deles. É um processo que acontece até mesmo a nível celular, e que devemos nos policiar a fazer no dia a dia.
segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

SUPERAÇÃO #16: FAÇA ACONTECER!

Se as coisas não estão acontecendo na sua vida, faça com que aconteçam! Uma pedra, se jogada do jeito certo, faz movimentar toda a água parada de um lago. Se tudo está parado depois de ter saído de um período turbulento de sua vida, e está se sentindo sufocado(a), então é hora de agir! Movimente este lago!
Não utilizamos no dia a dia mais de 90% da nossa mente, mas isto não significa que esta imensa potencialidade está facilmente acessível de acordo com nossa vontade. Nosso inconsciente controla boa parte de nós, estejamos cientes deste fato ou não. Sua base são nossas emoções e nosso histórico pessoal de vida. Lá, onde as melhores e piores emoções e recordações ficam por tempos adormecidas, é onde surge a raiz de nossas vontades. Vontades estas que podem surgir à luz do consciente como totalmente lógicas ou racionais, porém em sua essência são puramente emoção e recordações.
Quando nossa vida está parada, quando nada está acontecendo, é porque o inconsciente (você também poderá chamar de destino) está preparando algo grande para você, mas sua consciência está indo em direção oposta a este destino. Nesta situação, nossa energia reflui para dentro, e somos tomados por uma grande sensação de paralisia.
Um dos objetivos do inconsciente com isto é fazer-nos ver que não somos totalmente donos de nosso nariz como acreditamos que somos. Dependemos de nossas emoções, de nossa história de vida, de lembrar-nos sempre quem somos e para onde é nosso destino ir. Quando esquecemos tudo isso, deixamos de ter o apoio de dentro: o maior apoio que necessitamos. 
Sabe quando você sabe que quer muito algo, e sente até o fundo de sua alma que tem que tentar, que tem que ir em busca do que quer? Isso só acontecerá se você refletir por algum momento o que está negando a si mesmo(a), ou por medo ou por preguiça?
domingo, 4 de fevereiro de 2018

SUPERAÇÃO #15: O RETORNO SEMPRE ACONTECE!

"T." se achava muito esperta. Passou sua vida se fazendo de vítima, enquanto se aproveitava do dinheiro, do amor e da bondade de todos que acreditavam em suas histórias. "T"nunca gostou de trabalhar, mas adorava uma praia, viajar, cafés, sushis, sempre da melhor qualidade... sempre teve um "inocente" a lhe pagar, acreditando que tinha seu amor correspondido. 
"T." também era possessiva, gostava da ideia de filhos e família, mas eram a "SUA" família. O parceiro, necessário para a geração de uma nova vida, era apenas um acessório, a ser usando enquanto lhe proporcionasse prazer e dinheiro... Pouco importasse que seu filho viveria longe do pai... era SUA família... o pai era mero acessório....
"T." também tinha a língua afiada: jornalista de formação, sabia lidar com as palavras, sabia fazer um discurso perfeito, sabia convencer da personagem que criou a si mesma... talvez até ela mesma acreditasse que era aquela pessoa.
"T."usou e abusou do dinheiro e do amor de seu primeiro marido. Largou-lhe e foi morar bem distante, conseguindo o que queria: não precisava mais vê-lo, e ainda tinha a vantagem de receber uma polpuda pensão. Continuou fazendo apenas pequenos bicos... porque na realidade descobriu que na vida não precisaria trabalhar firme: também tinha uma irmã podre de rica que havia aplicado o golpe do baú em um milionário... e também podia se socorrer no dinheiro dela...
"T." aplicou de novo, e de novo o velho golpe. Mais uma filha a viver longe do pai (pois novamente se mudou para longe), mais uma polpuda pensão, mais dinheiro da irmã rica... trabalhar para quê? O mundo estava a lhe servir: continuava com o discurso de vítima, vítima do mundo, do interesse dos homens, deste mundo de "interesses"... discursava isso em suas postagens no facebook e no instagram, enquanto estava na praia, tomando sol, bebendo, saindo para as festas... não se importava que seus filhos viveriam longe dos pais, ou do mal que criou na vida daqueles que lhe amaram verdadeiramente.
Em cada novo lugar que ia morar, em pouco tempo já achava um novo "amor" temporário, que se encaixasse nos seus interesses de curto prazo. Quando tivesse a oportunidade, chutaria o inocente e procuraria outro. Era assim que pensava...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...