Translate

terça-feira, 6 de maio de 2014

Pergunta 1: Quantos anos você teria se você não soubesse quantos anos você tem?


O corpo envelhece independentemente de nossa vontade. Ele é feito de matéria, e a matéria não está sob nosso controle tanto quanto nossa mente gostaria. Mas sua mente envelhece ou rejuvenesce no compasso de como você percebe o mundo e a si mesmo(a) Nestes anos de sua vida até este momento, você acha que sua percepção de vida, sua forma de pensar, seu comportamento, melhorou? Piorou? Evoluiu? Estamos falando aqui de idade psicológica percebida, e não da idade real.
Há pessoas que desde muito cedo precisaram assumir grandes responsabilidades, maiores que a idade que tinham. Outras lidaram desde cedo com algum dos lados obscuros da vida, independente de sua vontade. Em geral, estas pessoas envelhecem suas mentes desde muito cedo: assumem posicionamentos conservadores e seu instinto de autoproteção está constantemente ativo. Desconfiam das pessoas, da vida, às vezes duvidam de suas próprias intenções. Pessoas ‘velhas’ de espírito são aquelas que não querem mudar, preferem um pequeno sofrimento constante ao risco de perder uma grande felicidade. Não se arriscam. Não evoluem. Estão velhas em sua mente porque não acreditam que tem mais caminhos a percorrer. Muitas vezes não acreditam serem capazes de superar o risco para conquistar o que querem. Outras vezes até sabem que há novos sabores e até são capazes de irem prová-los; mas já sofreram tanto que querem esquecer tudo, tanto o passado quanto qualquer possibilidade de um futuro diferente do presente, com o qual conseguem lidar. Outras apresentam um saudosismo de tempos passados, crítica constante do presente, falta de perspectiva de futuro, pessimismo, sentimentos associados a uma percepção de velhice muito além da idade cronológica. 
Nosso corpo está programado a envelhecer, e é saudável que nossa mente envelheça na mesma proporção. Assim como não é saudável viver problemas muito sérios em tenra idade, também não é saudável manter hábitos específicos de nossa infância e adolescência em anos mais avançados, apenas para tentar se sentir como se sentia quando era mais novo: o tempo passado não volta. Há ensinamentos ocultos no corpo que são percebidos pela mente na medida do tempo correto: mente e corpo funcionam como uma unidade interdependente. Com toda certeza você, adulto, não pensa e vê o mundo como quando você era adolescente, não é verdade? Os sentimentos, a forma de pensar, interagir com as pessoas, são todas diferentes, mas a pessoa, o ser, é o mesmo, não é? Está certo que hoje encontramos diversos adolescentes em corpo de adulto (não é difícil encontrá-los com 40 anos ou mais!); porém ser experiente não necessariamente significa ser ‘velho’ de espírito. Conheço muitas pessoas experientes que tem uma percepção jovial da vida: otimismo, aceitação dos grandes conflitos do ser humano, e acima de tudo, um deslumbramento pelo grande mistério que é a vida. Por ser um grande mistério, estas pessoas, qualquer que seja sua idade, sabem que sempre há na vida a possibilidade de aprender, sentir, viver algo novo, a cada minuto. Isto é a jovialidade de espírito, que independe da idade do corpo. E você: sente-se jovial? Por quê?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...