Translate

domingo, 18 de maio de 2014

Pergunta 13: Você passaria por cima das regras e leis para proteger alguém de quem goste?

Você gostaria de viver em um mundo mais justo? Mais correto? Mais igualitário? Sim? Então pense bem, todas as vezes, que passar por cima das regras e das leis para proteger alguém de quem você goste. Há vários motivos para não fazer isto. Vou elencar apenas alguns.
O primeiro e maior deles é que você não estará ajudando em nada a pessoa. Passar a mão na cabeça de alguém que descumpriu uma lei, uma regra, uma ordem, é nada mais nada menos do que tratá-la como uma criança, infantilizá-la. O efeito disto é o aumento proporcional da chance de, numa próxima oportunidade, ela repetir o erro, talvez até com uma certeza maior de impunidade.
As regras foram criadas para serem cumpridas: ao permitir alguém que as descumpra, seja por pena, por amizade, por amor ou qualquer outro motivo, você estará ampliando o desvio moral que esta pessoa já apresenta, agravando ainda mais suas distorções de valores. Uma amizade não está acima da lei e das regras.
Um segundo motivo é a injustiça que você está cometendo com todas as demais pessoas que cumprem as regras e seus deveres. Você acha justo que alguém que não ficou horas a fio em pé numa fila chegue e corte a fila na sua frente? Talvez a pessoa que permitiu isto não se importe, pela amizade. Mas e as diversas pessoas que estão atrás dela? E se cada um na fila fizesse isto, e você fosse o último da fila, como se sentiria? Rumaríamos a uma sociedade sem regras, sem lei, em que todos podem tudo, e prevalece a lei do mais forte. É o pacto social de Rousseau. E você, cada vez que encobre a quebra de uma regra e impede a punição de quem errou, estará aproximando mais um pouquinho a sociedade em que vive de voltar a este estado de guerra social sem fim. Se você cobra justiça dos políticos, da sociedade, de seu país, comece por suas atitudes.
O terceiro grande motivo é o enfraquecimento das regras e das leis. Conforme as pessoas vão percebendo que cada vez mais a maioria dos à sua volta não cumprem as leis, que estas não tem força para modificar o comportamento abusivo, então maior será a vontade de seguir a maioria e deixar de lado as regras e leis. Para obedecer o que sabe que é certo independentemente das ações da maioria que está à sua volta, é necessária grande força interior, e um caráter forte e bem delimitado. Infelizmente a maioria esmagadora de nossa sociedade é composta por indivíduos medianos, que seguem aqueles que acreditam ser exemplo do que a maioria fará. Se esta não segue as regras, cada vez mais outros não seguirão, e só uns poucos, de forte caráter, conseguirão resistir, sob muita pressão e gasto de tempo e energia. Perde a sociedade, perdem os indivíduos de caráter, e perde a grande massa que cada vez menos contará com bons exemplos.
Existem diversos outros motivos, mas os já citados creio que são mais que suficientes. Pense nisto antes de proteger alguém que age mal. Como disse Martin Luther King Jr, quem deixa de protestar contra o mal, colabora com ele.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...