Translate

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Pergunta 14: Você já julgou mal algo aparentemente irracional, que depois descobriu ser muito criativo?

Se você já percebeu a criatividade dentro da irracionalidade, é sinal de que você, de uma forma ou de outra, tem abertura para a irracionalidade que faz parte do ser humano, e isto é muito positivo.
Nosso inconsciente é considerado irracional pela nossa consciência, e nem por isso deixa de fazer parte de nossa personalidade. O que consideramos ser racional e lógico é apenas um ponto de vista, dos infinitos pontos de vista que qualquer situação ou fato nos permite ter.
Salvador Dali, Picasso e Van Gogh são apenas alguns exemplos de gênios incompreendidos em seu tempo, que se aventuraram por outras perspectivas consideradas irracionais para os demais. Hoje valorizamos a nova maneira de ver, mas quando ela surge, em geral é taxada de loucura, irresponsável, deturpação da realidade, devaneio.
A linha que separa a loucura da criatividade é muito tênue, e na maioria das vezes, não é claramente demarcável. E é bom que não seja mesmo, porque está sempre em constante alteração, nunca é fixa. As certezas de uma geração transformam-se em dúvidas na seguinte. É o processo de evolução natural do pensamento humano.
Mas porque é tão importante o irracional? Porque ele nos tira de nosso centro de pensamento. Só evoluímos desta forma. Por exemplo: uma das principais técnicas de estratégia e planejamento organizacional, o ‘brain storm’ (tempestade de ideias) surgiu através do princípio de considerar todas as soluções possíveis para um problema, por mais esdrúxulas que pareçam, para aos poucos, desenvolvendo a ideia, perceber-se que as idéias principais não são tão loucas assim, e ao final (objetivo do processo) conseguir uma solução antes impensável, mas que resolverá o problema inicial de uma forma totalmente inovadora, mais rápida e menos custosa.
Assim devemos ser em nossas vidas: nunca acredite em soluções feitas, já pensadas. Pense sempre se não há um outro modo de ver e fazer as coisas. E se parecer estranha demais a solução que se apresenta, pense que talvez você devesse olhar com os olhos de quem a criou ou pensou primeiro. É um ótimo exercício de se colocar no lugar das outras pessoas. Aos poucos perceberemos que cada um vê o mundo de maneira totalmente diferente do outro. Não temos um mundo apenas: temos 6 bilhões de mundos neste momento. Uma riqueza inestimável de pensamentos, visões, formas de agir e pensar; e é bom que seja assim. Isto lhe dá a oportunidade de viver inesgotáveis percepções, sentimentos, surpresas, a cada minuto de sua vida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...