Translate

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Pergunta 42: Você trocaria dez anos de sua vida em troca de ficar famoso e atraente?


Indiretamente a resposta para esta pergunta é dada todos os dias, por milhões de pessoas em nossa sociedade de culto à beleza e da fama. Regimes e tratamentos que moldam o corpo (á custa da saúde física e mental futura) no formato exigido pela mídia como padrão de beleza. E esta luta consigo mesmo esconde um drama maior: a negação de si próprio(a).
As pessoas buscam ser atraentes como pessoas famosas, tidas como modelos de sucesso e de beleza. Buscam ser como pessoas populares. Resumidamente: querem ser outra pessoa, menos elas mesmas.
Creio que vivemos uma época de baixa autoestima de grande parte da população. Poucas pessoas contentam-se em ser quem são. E este é um movimento incentivado pela mídia e pelo comércio em geral: se você não quer ser quem você é, podemos vender pra você a imagem de outra pessoa, seja através de um tratamento de beleza, de uma operação plástica, de um regime mirabolante, de anabolizantes.
Percebe que o problema não é o que se está buscando, e sim por que se busca? O amor próprio está em baixa no mundo atual. Ninguém se contenta com suas gordurinhas a mais, com a flacidez de seus músculos, com a impopularidade de suas ideias e ações. Queremos agradar a todos e a tudo. Vale mais a quantidade de ‘Follows’ e ‘curtidas’ que a honestidade da amizade. É tudo uma eterna tentativa de provar que você não é um fracasso.
Que riqueza seria o mundo se cada um se contentasse em ser quem é, e contribuísse com a diversidade do mundo com os dons e qualidades que lhe são únicos. Hoje, por exemplo, valoriza-se muito as pessoas extrovertidas e divertidas... e pensar que grandes gênios da humanidade foram pessoas introvertidas e pouco sociáveis. Valoriza-se músculos, seios e nádegas, enquanto grandes mentes são relegadas ao esquecimento. Que o diga nosso Prêmio Nóbel de Geografia, o mineiro e brasileiro, professor Milton Santos, autor de “Por uma outra Globalização” (busque no Google e conheça sua história).
Se fazer parte deste jogo vale a pena para você, então siga em frente. Mas saiba que no palco da fama não há espaço para tantos atores, e que o tempo do espetáculo é curto demais para tanta preocupação com sua aparência. Pense nisso!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...