Translate

domingo, 20 de julho de 2014

O Tempo (18): não fique esperando a hora certa, FAÇA AGORA!

Sempre fui acusado de ser apressado, ansioso, de correr demais com as coisas. Tenho a mania de não deixar para amanhã o que posso fazer hoje. Acho que pode ser um de meus melhores ‘piores’ defeitos...
Já errei, não vou dizer que não... algumas vezes ‘não ter esperado’ me custou caro... mas foi na minoria das vezes que isto ocorreu. Fazer sem esperar o tempo passar permitiu que me sentisse mais confiante, mais ‘dono da situação’, menos dependente da boa vontade alheia, mais tranquilo de fazer o que poderia fazer para que tudo desse certo.
Conheço muita gente que costuma me criticar, dizendo que é preciso esperar a hora certa para agir. Pois acredito que quase sempre, não é necessário. A menos que você seja um snipper, e esteja apontando o alvo para um sequestrador, do alto de um prédio, você não precisa esperar para fazer o que pode fazer agora! Se você só depende de você, e o que precisa ser feito está ao seu alcance, não espere, FAÇA!
Eu comecei esta postagem citando as críticas que sempre levei por fazer logo o que se pode fazer, não é? Pois vou contar uma história sobre mim. Quando tinha uns 10 anos, eu e um outro amigo de classe (Diego) competíamos para ver quem fazia mais rápido os problemas de matemática durante a aula. Tínhamos mais tempo para resolver as questões do que nós dois precisávamos, e utilizávamos isto para nos aperfeiçoarmos. Éramos (e somos) grandes amigo, mas competíamos até o limite que nossa idade permitia. Os demais colegas não entendiam, se tínhamos 30 minutos para fazermos uma bateria de questões, porque eu e ele lutávamos para ver quem entregava antes de 10 minutos? O que ganharíamos com isto?
Chegávamos a ponto de ficar na sala terminando as questões que deveriam ser entregues no dia seguinte, só para nos desafiarmos... era ótimo ter uma referência para competir!
No que isso resultou? Bem, acho que os minutos que ganhei respondendo rapidamente as questões de matemática e raciocínio lógico nos últimos concursos em que passei, me permitindo ter mais tempo para outras questões, para a redação e para a prova discursiva, respondem esta dúvida. Quanto ao Diego, trabalha em um grande Banco, e da última vez que o falei com ele estava de viagem para a África do Sul a trabalho, em uma excelente carreira, e lutando para ir ainda mais longe!
Nunca um esforço é desproposital. Podemos não enxergar um benefício em se esforçar mais e mais rápido, como se não existisse amanhã. Podemos ficar ‘empurrando com a barriga’ algo que não somos obrigados a resolver agora. É a velha mania do ‘brasileiro’, daquelas que deveriam ter deixado de existir desde que deixamos de ser colônia. Os tempos são outros. A competitividade é outra. Os objetivos de vida devem ser outros, e as ações devem acompanhá-las. Se fazer algo te traz mais próximo de seu objetivo, porque não estar mais próximo dele o quanto antes? A hora certa é VOCÊ quem diz qual é!
Pense nisso!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...