Translate

quarta-feira, 23 de julho de 2014

O Tempo (21): seja tolerante com os erros das outras pessoas









A sua vontade de conseguir alcançar seu objetivo, por mais importante que ele seja, não lhe dá o direito de tripudiar sobre o erro dos outros. Todo mundo erra, inclusive você. Se o erro não foi intencional, seja paciente e perdoe. E se a pessoa não aprender com o erro, o problema será só dela, por mais que seu erro tenha te atrapalhado.
Nem todos tem a mesma capacidade de concentração, objetividade, vontade de conquistar um objetivo. Cada pessoa age no seu tempo.
Claro que há uma diferença entre a capacidade de se fazer algo e a vontade de realizar alguma coisa. A vontade depende da motivação (fator externo) e do desejo/necessidade/identificação em querer fazer algo (interno). Já o erro depende da vontade de querer fazer certo, e da competência/capacidade técnica para fazê-lo.
É perda de tempo você cobrar demais uma pessoa pelo erro que cometeu, se lhe falta competência e/ou capacidade. Você deve ensiná-la como fazer, a menos que lhe falte vontade de querer fazer certo. Nesta situação, se suas tentativas de motivação não derem resultado, desconfie que há alguma ‘emoção’, algo ‘irracional’ bloqueando a pessoa. Converse claramente com ela sobre isto, até mesmo para que ela possa procurar ajuda caso não tenha percebido; mas se mesmo assim não adiantar, procure pessoas que de identifiquem com sua causa.
Ser tolerante não significa insistir eternamente nas pessoas, sem retorno. Cada um tem apenas o tempo de sua vida para cumprir sua missão nesta terra. Lembre-se sempre que seu maior compromisso sempre será primeiro consigo próprio(a). Sua missão de vida, a verdadeira missão que você deve cumprir, em geral só é atingida quando contamos com pessoas que se identificam com nossa visão. É o mesmo que as empresas buscam hoje: pessoas que compartilhem a mesma visão de futuro. Devemos estar abertos à novas ideias, a constantes revisões sobre o que acreditamos ser esta nossa visão de vida e de mundo. Mas uma vez certo dela, busque realizá-la.
Não perca tempo culpando o erro das outras pessoas. Cada qual pagará seu próprio preço em sua vida. Preocupe-se em agir corretamente e servir como exemplo. Se sua tentativa de motivar e de ensinar não der resultado, paciência. Siga em frente. Não perder seu tempo no erro dos outros as vezes mais importante que insistir no próprio acerto.

Pense nisto!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...