Translate

quinta-feira, 24 de julho de 2014

O Tempo (22): não perca tempo com RESSENTIMENTOS






A bondade não deve ser confundida com fraqueza, tampouco o perdão com aceitação. O caminho do ressentimento te leva para um lugar bem distante do da felicidade. Fraqueza é não perdoar as pessoas, pois perdoar requer uma grande força de espírito para passar por cima das próprias mágoas, raiva e vontade de se vingar.
As pessoas que conseguem perdoar grandes falhas são aquelas capazes de se colocar no lugar do outro, e assim saber que também poderiam estar na mesma situação, ter errado da mesma forma, e desejar da mesma forma serem perdoadas.
O perdão não vale mais ao outro do que a você mesmo(a). Perdoar outra pessoa ou a si próprio(a) significa não ter dívidas com o passado, e assim estar totalmente livre para buscar seu futuro. Você estará perdendo tempo lutando contra coisas que já aconteceram, por piores que tenham sido os efeitos delas no seu presente. Pense nas coisas ruins do passado como geradoras do tesouro de seu aprendizado atual. Pense que não era para ser naquele momento. E principalmente: pense que agora você tem a chance de fazer diferente, do zero, e não tentar consertar algo que já não tem mais concerto.
Podemos começar qualquer coisa do zero: desde um relacionamento, uma amizade, um trabalho, uma vida inteira do zero. Começar do zero é deixar o passado descansar e o futuro frutificar. Toda morte gera uma nova vida. Todo final é também o início de um novo começo. Deixe este ciclo da vida seguir naturalmente. O rio busca o mar, não tenta subir a montanha.

Pense nisto!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...