Translate

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Lição 5: não negligencie seus INTERESSES e DESEJOS

Somos todos movidos por aspirações, esperanças, sonhos, desejos, necessidades, fé. Não somos seres racionais, como muitos gostariam que fôssemos. Aliás, gostariam porque desejam controlar o incontrolável, pois assim realizariam sua ilusão de que conseguem mandar sobre os próprios sonhos, desejos, sentimentos, inconsciente. São pessoas que não perceberam ainda o quão irracionais, ambivalentes, emotivos, parciais e tendenciosos somos, todos nós, sem exceção.
Você que tem mais de 30 anos (tema desta série de postagens) ainda tem a ilusão de passar por cima de seus mais profundos sonhos e desejos? Se têm, pare por um minuto e veja quantas vezes você se magoou, e quanta energia do seu inconsciente foi deixada de lado para que você alcançasse objetivos que em nada tocavam fundo em seu coração.
Você lutou este tempo todo por dinheiro, cargo, uma casa, cursos? Isto preencheu seu coração? Era o que realmente você queria?

O primeiro grande passo que você deve tomar é ter consciência do que realmente você quer. E eis aí o maior desafio de todos. Pergunte-se: você sabe realmente o que quer? Quais as coisas que você mais deseja NA VIDA?
Se você responder a si mesmo que são várias coisas, então não está sabendo procurar. As coisas mais importantes de nossa vida dá para se contar nos dedos de uma mão apenas. E ainda sobra dedos...
O que te move com toda a sua força... aquilo pelo qual você daria sua própria vida para atingir... aquilo que te faria mudar totalmente o rumo de sua vida se você sentisse que poderia alcançar. E pode, basta começar a não ignorar aquilo que lá no fundo do seu coração bate profundo (mesmo que bem fraquinho) desde cedo. Queiramos ou não, temos desejos, necessidades, sonhos que precisam ser realizados, preenchidos, tornarem-se realidade. Ignorá-los só tornará você uma pessoa mais fria, desumana, triste. Ou um robô, uma marionete nas mãos do destino, te arrastando para longe do que te aquece por dentro.
Pense nisto. Afinal, trinta anos não são trinta dias. Nestes últimos anos você caminhou na direção que realmente queria?
Pense nisto! Ainda há tempo, sempre há!
Até amanhã!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...