Translate

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Lição 25: Vigie sua PRÓPRIA INVEJA

A inveja não é considerada um dos 7 pecados capitais à toa. Sempre esteve e sempre estará presente, infelizmente está em nossa essência, e seu mecanismo de atuação, a projeção de nossa incapacidade ou baixa autoestima (que não queremos ver) na forma de crítica aos outros, já é por demais e a muito tempo conhecida da Psicanálise. Pena que este conhecimento pouco fez nestes últimos 100 anos para que as pessoas refletissem mais sobre suas próprias vidas e atitudes.
Pessoas com mais de 30 anos já tiveram experiências suficientes na vida para saber que cada coisa tem seu tempo. Se não foi sua hora agora, poderá ser amanhã, se você merecer e trabalhar muito por ela. Se seu vizinho teve mais sorte que você hoje, felicite-o. Você gostaria que ficassem felizes por você se fosse tua hora, não é verdade?

A inveja é um sentimento por demais pernicioso, pois raramente aquele que a projeta tem sensibilidade suficiente para perceber onde realmente dói em si próprio. A vida, o mundo, esta terra, não é uma competição. Se você enxerga assim, irá sofrer muito, por mais que chegue seu dia e você esqueça temporariamente da inveja que sente dos outros. Quanto mais entramos no círculo vicioso deste complexo, mais presos ficamos a ele, e mais longe estaremos da nossa essência e nosso verdadeiro ‘Eu’ também.
‘Otelo’ de Shakespeare, é uma obra prima da inveja e de como ela pode afundar a vida do invejoso e das pessoas que estão à sua volta. Policie-se: utilize este sentimento para ver onde você pode melhorar. É praticamente impossível não sentir inveja: o difícil é aceita-la e tentar curar a dor da própria imperfeição. Pense nisto!

Até amanhã!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...