Translate

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Não se lamente (13) por não assumir riscos o suficiente

Há pelo menos uma grande diferença entre uma vida medíocre e uma vida totalmente problemática, mas na qual a pessoa lutou e se esforçou até o final. E esta diferença está no orgulho que, no segundo caso, se pode ter, ao se ter certeza que se fez o possível para alcançar o que tanto se queria.
Simbolicamente o nascimento equivale à queda do Paraíso. Desde que nascemos não estamos mais em uma bolha de proteção, calor e conforto. Buscamos constantemente, mesmo que de forma inconsciente, esta proteção e conforto novamente. Mas a vida nos chama, e isto requer riscos. Tudo o que a vida pode nos oferecer, toda possibilidade de desenvolvimento e crescimento (seja profissional, emocional, intelectual) requer riscos. Se você quer sair do ponto em que está e ir adiante, por menor que seja a distância que irá se mover, isto gerará riscos. Viver é se arriscar. E queira ou não, sua vida te impulsionará constantemente a novos desafios, crescimento, desenvolvimento. Para ter o que a vida te oferece de novo, você tem que se arriscar a perder algo que já possui, mesmo que não queira perder. Mas você terá que se arriscar, pois não é uma pedra. Não pode passar sua vida inteira protegendo-se de tudo e de todos. Terá que deixar a vida fluir.

Queremos sempre voltar para esta zona de conforto, que nos lembra o útero materno. Ser um adulto significa perceber que o que já perdemos no passado não voltará, mas que há todo um futuro nos aguardando, requerendo nosso sacrifício, esforço e pensamento. Oportunidades sempre surgirão, basta que você se prepare para que, no momento certo, possa aproveitá-las. Não reclame se você desperdiçar sua chance. Como dizem no sul: a sorte é um cavalo selado que passa correndo na nossa frente, basta que estejamos preparados para montá-lo.
Pense nisto!

Até amanhã
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...