Translate

domingo, 12 de outubro de 2014

Não se lamente (5) por ignorar sua intuição

Não confie cegamente em sua mente racional. Pense bem, relembre quantas vezes você foi guiado pela razão e se deu mal, ignorando o que sua intuição e seu coração diziam? Garanto que se tentar realmente se lembrar, recordará diversas vezes em que isto aconteceu.
Isto acontece por causa da ‘unilateralidade da consciência’. Nossa mente racional tem foco em apenas uma coisa de cada vez (e é isto que a caracteriza como racional). Ela é incapaz de considerar todas as variáveis e fatores desconhecidos que influenciam na concretização dos fatos.
Lembra-se quando era criança? Talvez não se recorde, mas nesta fase sua mente (com a racionalidade ainda insipiente) ainda era capaz de considerar mais de um fator ao mesmo tempo. Mas faltava-lhe foco (é por este motivo que quanto menor a criança, mais ‘dispersa’ em suas brincadeiras e ações.

Isto não quer dizer que você deve ignorar a lógica de suas ações. Não é isto. Com mais de 40 anos de vida (mote deste tópico de postagens) cada vez mais complexas são suas decisões, dependentes de um número maior de variáveis, de considerações de outras pessoas, etc. Nestas situações, acrescente na balança de seu julgamento o que seu coração, suas emoções, sua intuição lhe dizem.
As modernas teorias de Administração de Empresas já consideram a intuição como um indicador de peso considerável na tomada de decisões. O ‘feeling’, a percepção ‘não-racional’ de um cenário futuro pode ser resultado de percepções inconscientes que não foram racionalizadas pela sua mente consciente, mas que, somadas às suas experiências passadas, podem ser capazes de diagnosticar eficazmente consequências de ações tomadas no presente.
Pense nisto!

Até amanhã
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...