Translate

sábado, 18 de abril de 2015

Voltar a ser feliz 1: Escolha bem o que quer de volta

Todos, nos dias atuais, nos sentimos extremamente ansiosos e sobrecarregados com a quantidade de exigências que a vida moderna nos faz. São diversas tarefas a fazer, em uma quantidade que por vezes não acreditamos sermos capazes de cumprir. Por dentro, uma sensação indescritível de dor e sofrimento, enquanto por fora, as pessoas acreditam que está tudo bem, que você suporta não apenas as exigências que lhe fazem, mas que poderá suportar ainda mais. O Estresse toma conta de seu corpo e sua mente, pensamentos e emoções, com grande frequência, tomam conta de sua mente a todo o tempo, tirando qualquer possibilidade de sossego, inclusive seu sono. Você já tem tantas coisas para fazer, e todos ao seu redor nunca parecem satisfeitos, exigindo mais e mais. A pressão é intensa e avassaladora...
Identificou-se com estas palavras? Então esta nossa série de 3 postagens é para você: 3 maneiras de voltar à vida simples e feliz. Você precisa entender que não pode fazer tudo. Seu tempo, sua vida, sua atenção, todos estão cheios demais! E você tem que imediatamente colocar algumas coisas para fora, a menos que queira acabar com sua saúde e fazer seu nível de stress subir até ter um enfarte.
Nossa primeira dica é: decida o que é importante para você, o que falta para se sentir feliz e tranquilo(a) (quando você era feliz e tinha uma vida mais simples) e jogue o restante fora, sem dó...

É inegável que com o tempo nossas vidas vão ficando incrivelmente complicadas, gradualmente, queiramos ou não. Crescimento profissional, filhos(as), parentes, problemas de saúde... gradualmente a vida exigirá mais de você e de mim, então sabemos que voltar ao tempo em que nossos pais cuidavam de nós e não precisávamos nos preocupar com nada, isto não ocorrerá nunca mais. Mas não podemos tolerar exigências acima do que nosso corpo e nossa mente suportam, tampouco podemos culpar sempre aos que estão à nossa volta.
Quanto mais controlador(a) e exigente você for, maior a possibilidade de que complique ainda mais as coisas por não aceitar o ritmo natural das coisas, da vida, das pessoas. Há pessoas que ao comprar um presente de aniversário para alguém, começam a imaginar todas as possibilidades advindas do ato de presenciar, até mesmo as reações, os problemas no uso, o que os outros irão pensar daquele presente... e não focam o principal: o gesto de presentear e a vontade de agradar como itens suficientes para cumprir o seu papel de 'dar um presente'. Você não é capaz de controlar a felicidade alheia, tampouco o que os outros irão pensar. Mas se preocupar apenas com a essência do gesto "dar algo de si para fazer o outro feliz", atingirá seu objetivo, seja com o presente mais caro de uma loja da Rua Oscar Freire ou com um simples cartão feito à mão (se souber usar as palavras certas, do modo certo). 
Para se ter uma ideia, darei um exemplo meu: o presente mais precioso que já ganhei guardo como meu maior tesouro, e creio que não custou muito à quem me deu, mas não me desfaço dele a nenhum custo. Fico emocionado cada vez que o vejo. É um simples coração, desenhado e recortado de uma folha rosa de caderno, escrito meu nome. A pessoa que o fez, hoje uma moça adulta, com seus 18 anos de idade, à época tinha apenas 3 anos. Minha sobrinha.
Perceber que estas coisas são as mais importantes, te levam a questionar o que você valoriza hoje que não te traz a felicidade que busca. Verá que quase sempre a felicidade está nas coisas mais simples, em vez das mais complexas. Nas mais baratas (ou sem preço), do que nas mais caras. Verá que a felicidade está ao seu lado, e ás vezes dentro de você, e não lá, longe. 
Não apregoo aqui jogar tudo para o alto. Sei que temos responsabilidades, e que quanto mais idade temos, mais pessoas ao nosso lado dependem de nós e do que fazemos. Mas é hora de você deixar de lado coisas que você escolheu acrescentar à sua agenda e que não estão contribuindo para sua saúde, para sua felicidade, para te ajudar a viver de forma simples e feliz.
Uma das formas é imaginar um 'recomeço do zero': se você fosse recomeçar agora, do zero, o que você não abriria mão de forma alguma? Se sua agenda estivesse livre e vazia a partir de hoje, e você pudesse acrescentar o que quisesse, o que agendaria para cuidar de sua saúde e de sua felicidade?
Acrescentar algumas horas de sossego para fazer o que quiser? Passar um tempo escrevendo um blog (este sou eu...rsrsrs)? Passaria mais tempo com seu filho(a)? Passaria a parte que sobra de seu horário de almoço passeando ou tomando um chá em vez de retornar rapidamente à empresa?  E que tal colocar algum tempo para rever aqueles amigos que ficaram no passado e você não encontra tempo para ligar e marcar um reencontro?
Gostou da ideia? Então se você realmente está interessado(a) em readquirir sua vida de volta, com mais simplicidade e felicidade, você terá que fazer isto, e é agora. Vamos lá! este é seu primeiro passo!
Amanhã tem outro. 
Até!
Adilson Cabral
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...