Translate

sexta-feira, 1 de maio de 2015

50 faces da vida 4: faça seu trabalho o melhor que puder

Cirurgião cardíaco após 23 horas em uma bem
sucedida cirurgia de transplante de coração
 (seu assistente está dormindo no canto)
Qual o seu parâmetro para o que faz? São seus limites internos ou as exigências externas? Você trabalha só até onde é suficiente para garantir seu salário no fim do mês, ou busca cumprir sua obrigação enquanto membro de um organismo vivo muito maior que você? 
Responder estas perguntas e se questionar o que te move na vida é essencial conhecer a si mesmo(a). Talvez você não goste do que faz. Talvez seja mal remunerado por isto, ou não se sinta confortável no dia a dia. Talvez tivesse feito outros planos mas a vida lhe trouxe a este trabalho. Mas nada nesta vida é por acaso.
Pense no seu trabalho como parte de algo maior. E realmente o é. O conjunto das ações humanas é muito maior do que a soma do trabalho individual de cada um. O que você faz contribuirá para que algo (bom ou ruim) aconteça com o próximo, mesmo que não lhe afete. Este é só o começo da linha de raciocínio.
Agora perceba em si mesmo(a): você está mais preocupado em agir de acordo com suas convicções íntimas ou com o que irão achar de você? Claro que qualquer comentário sobre esta questão levará sempre em conta a posição pessoal do comentarista, mesmo que ele não admita. Saiba então desde já que sou adepto da internalidade, da bússola interna que carregamos, todos nós, e que pode receber uma diversidade de nomes, dentre os quais prefiro o de Self, na visão junguiana (Carl Gustav Jung).
Já postei aqui, anteriormente, o conto da Semente de Carvalho (clique aqui para ler) para explicar um pouco dos designios internos que estão além de nossa vontade pessoal, e vão além do que chamamos de vocação. 
Não escolhemos, necessariamente, o que queremos ser e o que queremos fazer de nossas vidas, pelo menos até certo ponto. Podemos sim, ir vivendo a vida e nos adaptando, moldando nossa vontade ao que a vida nos oferece e nos exige. Isto pode ser uma luta, contra a qual há várias maneiras de lutar: viver em uma ilusão (uma vida que não é a real, e sim a que gostaria mas não é), lutar contra tudo e contra todos pelo que quer (garanto que no final a vida irá ganhar de você), dar-se por derrotado pela vida (aceitar tudo e todos da maneira com que se lhe apresentam a você, acreditando que todo sofrimento, problemas, erros são necessários e que todos os obstáculos são intransponíveis)... 
Mas há também um outro caminho, bem mais difícil de ser trilhado, mas muito mais gratificante: fazer seu ego render-se ao Self, em busca de um significado maior à sua vida. Quando isto ocorre, você busca fazer o melhor, mesmo que não seja aquilo que gostaria de estar fazendo... mas o faz porque a vida lhe pede isto neste momento. O Self é a melhor bússola que você pode ter em sua vida: ouvir seu coração é a garantia de que, apesar dos erros, dos caminhos errados que talvez tenha de encarar, no final você chegará ao destino certo, aquele que é seu verdadeiro destino, o que lhe estava reservado pela grande 'roda da Fortuna'. 
Não estou dizendo que seu futuro está escrito... não. Ele está 'rascunhado'... depende de você escrevê-lo a caneta e corrigir os erros que possam haver, passando a limpo o que acredita que é seu por direito.
Você verá muitos que não terão esta noção de vida. Verá muitos que querem fazer o mínimo e obter o máximo da vida, dos outros, da sociedade, mesmo sem merecê-lo. Verá muitos com um belo discurso de justiça, de equilíbrio, de honra, de honestidade, de ajuda, de parceria... mas que não demonstram isto nas suas ações.
Faça a sua parte, mesmo assim. Se você sente que algo é o certo a fazer, faça o melhor que puder. Se você estivesse em uma mesa de operação, gostaria que o médico desse o máximo de si para salvá-lo, correto? E o que te faz diferente deste médico no seu dia a dia, no seu trabalho, na sua vida social e familiar? Você realmente pensa que suas ações não são capazes de salvar (ou destruir) vidas? Pense melhor sobre isto.
Até amanhã!
Adilson Cabral.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...