Translate

sábado, 19 de março de 2016

PSICOPATAS E SOCIOPATAS: DIFERENÇAS, OS PERIGOS E COMO IDENTIFICAR


Um psicopata já nasce com um temperamento bem delineado: é impulsivo, possui ausência de medo que leva a comportamentos que buscam o risco e, principalmente, possuem uma grande inabilidade de internalizar as normas sociais. Um sociopata possui um temperamento próximo ao do indivíduo comum, sendo a sua doença causada mais por fatores negativos na socialização tais como negligência dos pais, pobreza extrema. Um sociopata pode ter QI (quociente de inteligência) extremamente alto ou extremamente baixo.
O que aproxima as duas doenças mentais é que ambas são desordens de personalidade antissocial, e podem resultar em atos de violência que podem ser terríveis como assassinatos com requinte de crueldade. 
Em geral, psicopatas vivem alheios à sociedade, pois são desorganizados mentalmente e incapazes de manter um relacionamento estável com qualquer um, seja família, amigos ou colegas de trabalho. Ao contrário dos psicopatas, os sociopatas apresentam-se como normais e estáveis em seus relacionamentos, e não é raro terem relações que são simbióticas ou parasitárias. Um sociopata, deste modo, parecerá aos outros ter uma vida comum, misturando-se à sociedade. De fato, eles podem ser muito charmosos. 
Dadas as características acima, podemos ver que os psicopatas dificilmente conseguirão manter estabilidade em sua carreira profissional. Os sociopatas, ao contrário, conseguirão ser bem sucedidos e vão tentar fazer com que os outros gostem e confiem neles. A diferença, neste quesito, reside no fato de que os psicopatas não possuem emoções como as pessoas normais (em virtude de uma função anômala na região do sistema límbico, responsável pelas emoções e empatia). Os sociopatas também são incapazes de sentir as emoções como um indivíduo comum, porém, ele consegue entender o seu sentido, o que um psicopata não consegue. 
Tendências violentas 

Os atos de violência provocados por um psicopata são arroubos de violência e são sempre erráticos e não planejados. Assim, em um crime, eles são geralmente encontrados pois deixam pistas e traços que permitem ao perito provar a culpa. 
Um sociopata, por outro lado, pode planejar seu crime ou ato de violência com anos de antecedência. Sua motivação pode ser por vingança ou ganância. Como são atos meticulosamente planejados podem não deixar rastros que os conduza a uma acusação formal ou prisão.
No caso da sociopatia e da psicopatia o que é mais interessante são as novas pesquisas da neurociência sobre o sistema límbico. O sistema límbico, formado pela amígdala e hipotálamo, é responsável pelo processamento das emoções. Nas duas doenças vemos que a ausência de emoções representa o centro do problema.
Já há algumas décadas que o sistema límbico vem sendo estudado como uma importante área para a compreensão das emoções. Por exemplo, indivíduos que sofrerem algum tipo de dano cerebral na região da amígdala ou hipotálamo, de uma hora para outra, começaram a apresentar comportamentos antissociais.
A sociopatia e a psicopatia são duas doenças que chamam muito a atenção do público em geral por serem doenças que aparecem na mídia através dos crimes de seus portadores. Para os peritos da psicologia criminal, em diversos casos, pode ser complicado estabelecer a responsabilidade do sujeito pelos seus atos, embora na grande maior parte das vezes, os criminosos sociopatas e psicopatas sejam considerados culpados e presos (quando há provas).
Porém, se pensarmos nas causas cerebrais e até sociais destas duas doenças, poderemos entender melhor como não se trata tanto de uma culpa (apesar de continuar sendo um problema quando se transforma em crime) e sim de doenças.
Os sintomas começam a aparecer, em média, a partir dos quinze anos de idade: crueldade com animais, ausência de consciência, remorso ou culpa por atos antissociais. O sujeito pode até entender a norma social, porém não há qualquer resposta emocional das consequências dos próprios atos.
Os sociopatas tendem a ficar nervosos e facilmente agitados. Eles são voláteis e propensos a explosões emocionais, incluindo acessos de raiva. Eles são susceptíveis de ser ignorantes e viver à margem da sociedade, incapazes de manter um emprego estável ou ficar em um lugar por muito tempo. É difícil, mas não impossível para um sociopata formar ligações com os outros. Muitos sociopatas são capazes de formarem vínculos com um indivíduo ou grupo particular, embora eles não tenham nenhuma consideração com a sociedade em geral, ou com as suas regras. Aos olhos dos outros, o sociopata parecerá muito perturbado. Quaisquer crimes cometidos por um sociopata, incluindo assassinato, tenderão a ser casual e espontâneo, em vez de planejado.
Psicopatas, por outro lado, são incapazes de formar ligações emocionais ou sentir empatia real com outros, embora muitas vezes eles tenham personalidades encantadoras. Psicopatas são muito manipuladores e podem facilmente ganhar a confiança das pessoas. Eles aprendem a imitar emoções, apesar de sua incapacidade de realmente senti-las, e vão parecer normais para pessoas inocentes. Psicopatas são muitas vezes bem-educados e mantêm empregos estáveis. Alguns são tão bons em manipulação e mimetismo que têm famílias e outros relacionamentos de longo prazo, sem que aqueles que o rodeiam suspeitem da sua verdadeira natureza. Quando cometem crimes, os psicopatas planejam cuidadosamente cada detalhe com antecedência e muitas vezes têm planos de contingência em vigor. Ao contrário de suas contrapartes sociopatas, criminosos psicopatas são frios, calmos e meticulosos. 
Psicopatia é o mais perigoso de todos os transtornos de personalidade anti-social por causa da maneira que os psicopatas dissociam suas emoções das suas ações, independentemente de quão terríveis sejam. Muitos seriais killers prolíficos e notórios, incluindo o falecido Ted Bundy e John Wayne Gacy, e Dennis Rader (“Bind, Torture, Kill” ou BTK) são psicopatas sem remorso. Assassinos psicopatas visualizam suas vítimas inocentes como objetos desumanos a serem abusados para sua diversão. 

Fonte: PsychologyToday
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...