Translate

sábado, 24 de setembro de 2016

LIBERDADE #19: AÇÕES E FATOS SÃO IMPORTANTES, IGNORE AS NARRATIVAS!

Um mundo de narrativas é aquele dominado por pessoas ótimas de discurso. Ótimas de retórica... e nem sempre boas para colocar a mão na massa, levantando-se da cadeira e indo enfrentar os problemas reais que afetam a si e ao mundo. Algumas profissões são baseadas unicamente na retórica... geralmente, nestas áreas, as pessoas preocupam-se demasiadamente com a imagem de si próprias e a aparência de suas ações, e quase nada com sua essência e com a efetividade dos resultados do que fazem. Um mundo dominado por narrativas é aquele em que pessoas muito boas em impor palavras e pontos de vista vencem discussões (única coisa com que se preocupam), mas também é um mundo em que os problemas, conflitos, falta de objetividade, de produtividade, de conquistas predominam... um mundo em que os donos do discurso (ou pela posição que ocupam ou por suas habilidades retóricas) se preocupam apenas em achar culpados e em inventar soluções mirabolantes (e nunca plenamente aplicáveis) a problemas simples de se resolver quando se tem humildade e sentimento de pertença, de querer resolver algo fazendo parte da solução, e não apenas 'mandando', 'controlando', 'impondo pontos de vista' e aguardando alguém fazer alguma coisa.
A própria internet, quando não é vista como apenas uma ferramenta, mas sim como um universo paralelo ao nosso, acaba se transformando num potencializador de escritores de narrativas vazias e sem conteúdo concreto.
Liberte-se do mundo das aparências, liberte-se da narrativa que os outros fazem da vida, da sociedade, do que é certo ou errado para você. A melhor narrativa é aquela em que você descreve todos os sacrifícios pessoais pelos quais passou para chegar onde chegou hoje... narrativa de fatos concretos e reais, de ações que realmente aconteceram, e que não são apenas palavras. O mundo linguístico-lógico-matemático, conforme descrito por Gardner em sua teoria de inteligências múltiplas, é apenas um dos campos de inteligência humanas... mundo este que infelizmente parece ter uma importância exacerbada em algumas culturas ocidentais, em que 'aparecer', 'poder impor seu ponto de vista', 'ter poder de mando' é mais importante para alguns do que resolver problemas e melhorar o bem comum das pessoas. Levar em conta o discurso, a narrativa destas pessoas é dar-lhes poder, e aprisionar-se voluntariamente no círculo de obediência que se forma ao redor destes 'falastrões'... podem até serem detentores de poder formal sobre as demais pessoas, mas elas só possuem um discurso de 'mando-obediência' para os que lhes dão ouvidos. 
Acerque-se de pessoas que sabem te ouvir e colaborar em conjunto para a solução de problemas. Chefes, falastrões, e falsos-poderosos não merecem seus ouvidos ou sua atenção, seus projetos futuros, seu comprometimento. Comprometa-se com pessoas que se preocupam em agir, em realizar, em ouvir e falar para se comunicar (e não para impor), pois o papel (e os ouvidos) podem aceitar tudo... mas na vida só ficará registrado o que você fez e o caráter que demonstrou ter ao longo de sua vida! Pense nisso!
Até amanhã!
Adilson Cabral

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...