Translate

domingo, 10 de junho de 2018

PESSOA INSEGURA #05: NARCISISMO

O narcisismo é a incapacidade da pessoa focar algo além de si própria. Tudo o que importa, em primeiro lugar, segundo e terceiro... é a própria pessoa, e nada mais. Há casos em que a mãe / pai projeta seu narcisismo em uma filha / filho, mas não se iluda: nada mais é que a sua auto-imagem projetada: não consegue ver na criança nada além de sua imagem menor... e tenta viver através do seu filho/a tudo que acredita não ter vivido em sua infância, mas as custas da personalidade e individualidade do pequeno ser que não tem a capacidade ainda de defender-se deste parasitismo, que gerará graves efeitos na sua personalidade no futuro...
Mas por que a pessoa muito insegura apresenta alto grau de narcisismo? Vamos responder, pensando também no que dissemos nos posts anteriores, para ficar mais fácil de entender. O narcisismo tem sua origem no que chamamos de "ferida narcisística": é uma situação / fato (seja ilusório ou não), pré-consciente, que marcou a vida da pessoa insegura desde sua infância, e que a fez fechar-se ao mundo ao seu redor. E por quê fechou-se? Por medo, insegurança. Insegurança esta que levou à fase adulta. 
Em um desenvolvimento normal, todos passamos por traumas na infância, adolescência... a própria vida naturalmente traz obstáculos e desafios... coisas novas que, para uma criança em uma fase pré-verbal, de formação de seu consciente (onde reside o seu ego - personalidade própria), são encaradas pela mesma como traumatizantes... estes pequenos traumas vão moldando o ego, sua individualidade... que deverá estar formada ao final da adolescência...
O que acontece é que, alguns indivíduos não conseguem se recuperar e superar algum destes traumas da infância (seja por hiper sensibilidade, ou porque realmente aconteceu algo que o marcou para sempre)... e fecham-se. Passam a preocupar-se e temer a tudo... e por isso, tornam-se egoístas e incapazes de ter empatia pelo que acontece com quem está a sua volta. O inseguro em excesso é um narcisista, ou de fato ou potencial, porque, por ter medo de sair de seu casulo emocional, por ter medo de mostrar-se como realmente é sem agressividade, sem um comportamento de luta/fuga (típico de reações emocionais), prefere viver em um mundo fechado, em que acredita que o que há fora te machucará. E é por esta razão que o mundo "externo"do inseguro narcisista só serve, para ele, para render-lhe graças, senão volta-se a fechar em sua caverna subterrânea e obscura. 
Seu pensamento é: saio da caverna para colher o que puder, e volto a me fechar antes que alguém me cobre algo ou me machuque. É um parasita social e emocional em sua essência: não consegue ter relação social, emocional ou amorosa saudável com ninguém, pois aos primeiros pensamentos de que algo dará errado, sua insegurança fará atacar, recolher tudo que conseguir recolher e fugir até sua toca, como um bicho fugindo de um predador.
Usei alegorias para expressar exatamente o que ocorre. Imagine esta pessoa iniciando um relacionamento amoroso em que tudo está correndo maravilhosamente bem, planejado, sem percalços... cada passo combinado com ambos, e progredindo, devagar, a cada dia. Basta que em um determinado dia, hora, minuto a pessoa insegura creia que algo de errado acontecerá (mesmo que não tenha base ou fundamento este seu pensamento) que destruirá tudo que construiu, em segundos. O pior: sem pena nem culpa pelo que fará contra quem quer que for: em sua cabeça tudo está justificado, mesmo que não tenha como justificar. Isto quando não age deliberadamente e de forma planejada: quando faz os outros acreditarem em suas "boas intenções"enquanto só aguarda o momento de destruir tudo e todos e correr para bem longe. Age assim no emprego, na família, na vida amorosa... destrói sozinha cada área da sua vida. Não sem motivo, este tipo de pessoa vive mudando de residência, de cidade, de trabalho, de família... e não sem razão, quando tem filhos, fará com que eles tenham a mesma personalidade perturbada, que lhes presta de exemplo. 
Seu narcisismo impede de sentir culpa. Até sabe e sente que algo está muito errado, mas para esta pessoa é impossível culpar-se, pois de tal forma tem um ego fraco, que não suportaria admitir a realidade. Por esta razão projeta o que há de ruim em si, em qualquer coisa que sirva de receptáculo: outras pessoas, especialmente as mais próximas... ou até mesmo à forças e energias negativas do ambiente... não é capaz de admitir o estrago que faz em sua vida nem na dos outros.
Infelizmente, a ferida narcisística, na fase adulta, é praticamente impossível de ser curada. A insegurança e, consequentemente, o narcisismo, podem ser atenuados, mas para isso sua consciência deve se abrir para que o ego tenha contato com o externo, tocando as demais pessoas e sentindo o mal que fez para aqueles que lhe queriam bem. Ao sentir a empatia com relação àqueles que fez sofrer poderá dar início ao processo de ressignificação de sua ferida narcisística. 
Não há cura melhor que focar o outro, e não a nós mesmos. O narcisismo, o foco em si mesmo, com autoelogios, autocondescendência com os erros que comete, a crença de que tudo pode independentemente do que causar ao outro, só levará a pessoa a aprofundar sua solidão, seu lado sombrio, sua dor e distância do mundo e da vida. 
Até nosso próximo post!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...