Translate

domingo, 3 de junho de 2018

PESSOA INSEGURA #01: A INSEGURANÇA É BARULHENTA!

A autoconfiança é silenciosa... a insegurança é barulhenta. Guarde este preceito e saberá identificar muito bem um traço característico de pessoas inseguras. Quem escuta mais do que fala, sabe o que quer... já as pessoas inseguras falam demais, em especial sobre si próprias. Estão preocupadas com a impressão que causam nas pessoas, seja para conseguir atenção, segurança, preencher uma carência afetiva e até financeira, ou para fazerem papel de vítimas.
Elas se expõem, se arriscam, se colocam em situações que uma pessoa medianamente cautelosa jamais se colocariam... simplesmente porque querem, da mesma forma que o para-suicida que se coloca na beirada da ponte e que ameaça se jogar (mas que não o fará), atenção.
A tal ponto não confiam em si próprias que precisam ouvir constantemente do mundo (seja através do número de curtidas em fotos apelativas em suas mídias sociais, ou mesmo inquirindo constantemente amigos próximos, parentes, e até filhos, o quão bonito(a) está hoje, o que acha de quantos quilos perdeu na semana, o que diz sobre os percalços que teve na vida e de quão "vitoriosas" foram suas escolhas, ou "quão abomináveis ou injustas"foram as conseqüências de suas decisões que, é claro, nunca admitirá que foram consequência apenas de seu próprio livre arbítrio, como ocorre com todas as pessoas.
A pessoa insegura grita, grita um drama que só se passa em sua cabeça. Quer parecer belo(a), ou vítima de grandes injustiças, como se fosse o grande protagonista do mundo (que, é claro, pensa girar ao redor de seu umbigo). Sua insegurança gira em torno de um intenso narcisismo, uma necessidade de preenchimento de valores e significados que não teve na infância, mas que, ao se tornar adulto(a) não conseguiu ressignificar e transformar em algo produtivo ao seu desenvolvimento pessoal.
Para a pessoa insegura nada é tranquilo, normal ou comum, pelo menos em sua vida. Ela grita desesperadamente por atenção, por não ser capaz de preencher o vazio que ela mesma deixou criar em sua vida, ao não saber separar o que a vida lhe trazia de bom, do ruim. São pessoas ansiosas, que não sabem esperar o tempo da vida. São pessoas narcisistas: não prestam atenção ao que o outro diz: se alguém rebate alguma ideia sua, logo é seu inimigo... só aceita concordância... e mesmo assim, quando lhe convém, chuta da sua vida sem o menor pudor aqueles que tentam preencher seu vazio e lhe proteger. Na realidade, a pessoa insegura demais não busca ser preenchida... busca holofotes e artificialidades... está em um círculo vicioso do qual só irá sair quando perceber que o único problema é sua própria maneira de ver a vida e de desrespeitar as pessoas. 
Pense nisso! Até nosso próximo post!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...