Translate

sexta-feira, 8 de junho de 2018

PESSOA INSEGURA #04: PIADAS E DEPRESSÃO

Muito já foi divulgado sobre a ligação entre pessoas ligadas à comédia com a depressão. Robbin Willians foi o caso mais recente, que inclusive resultou em seu suicídio. Mas pouco se fala sobre o terceiro item do tripé: o excesso de insegurança. Juntos: insegurança em excesso e uma prolongada e profunda depressão podem fazer com que, como mecanismo de defesa, a pessoa desenvolva uma máscara social (que chamamos de persona, em psicologia analítica) fundamentada na comédia, humor e piadas estereotipadas. É este mecanismo que iremos explicar hoje.
Aparentemente seria uma incongruência: de um lado a pessoa é extremamente depressiva e insegura... e de outro apresenta-se contando piadas sobre tudo, fazendo comédia do começo ao fim do dia... mas esta incongruência desaparece quando começamos a encarar seu lado cômico como defesa, para esconder sua verdadeira personalidade, sua mente perturbada e sua visão distorcida das coisas...
Primeiro separe as pessoas que são naturalmente cômicas e engraçadas, das inseguras que usam este mecanismo como proteção: nas primeiras, as piadas são mais suaves, naturais... estas pessoas não tem mudanças bruscas de temperamento... suas piadas e manifestações cômicas não são ácidas nem estereotipadas. Muito do seu lado cômico aparece algumas vezes de maneira tão inteligente que por vezes seu interlocutor precisa se esforçar um pouco para perceber se estava falando sério ou brincando... noutras a piada é tão inocente e sensível que pela delicadeza de sua visão chega a ter um toque filosófico.
Já o uso da comédia de maneira defensiva se faz de maneira estereotipada: piadas constantes, num grau proporcional à insegurança da pessoa. Ao contrário da pessoa autoconfiante, o inseguro não sente a receptividade de suas piadas pelos seus interlocutores: ele as despeja, pois suas duas únicas intenções são: tirar o foco do interlocutor de sua verdadeira personalidade (tentando impedi-lo de decifrar suas incongruências internas), e tentar controlá-lo através do riso (fazendo a pessoa rir, acredita que impede que a pessoa lhe "ataque"ou a "julgue"). Parece exagero, mas é assim que funciona a mente de uma pessoa insegura: acredita que será atacada, então procura atacar a outra parte ou desviar sua atenção.
Não é difícil perceber, neste caso, o quanto seu lado cômico é forçado. As alterações bruscas de humor denunciam o inseguro: rapidamente passa de um estado de nervosismo, raiva ou depressão, a contar piadas ou fazer comédia sobre assuntos diversos, longe dos temas que lhe doem. Não quer falar da realidade, não quer ser julgado, não quer conversar sobre o que realmente importa: quer que as pessoas lhe vejam como uma personagem que na realidade não é.
Em perfis de redes sociais é relativamente fácil identificar este tipo de pessoa. Postagens raivosas, críticas ácidas, desabafos depressivos e longos, ao lado de piadas e frases cômicas totalmente desconectadas da realidade da pessoa, geralmente estereotipadas. É a tentativa de criar uma personagem que encubra o ser que convive dentro dela, um ser depressivo, sem energia, e com medo. Medo de enfrentar o mundo e a realidade. Medo de enfrentar responsabilidades de um adulto: este medo, fora da proporcionalidade de situações reais de perigo, advém da mais tenra infância do indivíduo inseguro: ou situações reais de perigo que viveu quando criança ou, o que é mais comum, situações que ele(a) interpretou como perigosas, quando criança, por não compreendê-las. Traumas que não foi capaz de ressignificar, e que o(a) faz fugir do mundo e da realidade, criando personagens que representa mas não existem. Tentando ser o palhaço do circo para encobrir as lágrimas que descem por debaixo da maquilagem. Como alertei em posts anteriores, o grande perigo, quando este tipo de indivíduo não busca tratamento, é o estrago que é capaz de fazer na vida das pessoas à sua volta, em especial nas mais próximas, e nas crianças. Ele(a) está de tal forma perturbado(a) pela insegurança e medo da visão distorcida que tem do mundo e das pessoas que pouco se importará com as conseqüências de suas ações prejudicando aqueles que lhe cuidam. Narcisismo poderá ser um efeito deste quadro... mas aí é tema de nosso próximo post sobre as pessoas inseguras, não perca...
Até nosso próximo post!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...